Mulheres jovens fortalecem trabalho da Agricultura Familiar e permanência da juventude no campo

Uma das estratégias de Convivência com o Semiárido é possibilitar condições para que a juventude camponesa se mantenha em suas comunidades, evitando assim a migração e a super lotação das áreas urbanas, o que gera grandes problemas sociais.

A jovem Larissa Oliveira de Moura, da comunidade Malhadinha, de Boa Vista – PB é uma liderança jovem e desenvolve junto a sua família experiências com Fundo Rotativo Solidário (FRS) de galinhas de capoeira e com a produção de alimentos agroecológicos no arredor de casa.


Ela é estudante de Enfermagem e pretende conciliar o trabalho na área da saúde com sua realidade de jovem agricultora. Larissa trabalha com a mãe e suas irmãs na propriedade, o que fortalece a atuação de mulheres jovens na agricultura familiar, de base agroecológica.


No território do Coletivo Regional das Organizações da Agricultura Familiar, onde atua o Patac, esse trabalho tem sido valorizado e apoiado através da realização do Projeto “Florestando Semiárido: Agricultura Familiar Guardiã da Caatinga” que é patrocinado pela Petrobras.

Logoprojeto.png
  • Facebook
  • Instagram
Petrobras.png